Recebemos um vídeo que mostra Durvalino Brocanelli e sua esposa Santina Bufolin Brocanelli em uma espécie de culto familiar, exibido em rede social. Nada que chamasse a atenção, não fosse um imenso ato falho. Vejam um trecho do que ele disse:

“…para dizer que igreja não se envolve em política. Porque muitas pessoas não entendem e ficam nos massacrando. Principalmente pessoas de igrejas que não conhecem a palavra de Deus e só sabe (sic) atacar os outros (tom áspero em todo o trecho). Eu vou falar sobre isso.

O povo da Quadrangular é um povo esclarecido (incisivo). Um povo que estuda a Bíblia, estuda a palavra de Deus.

E por que diz (ininteligível) em política? A igreja não faz política, não faz politicagem. A igreja faz um esforço para ajudar a administrar a cidade. Igreja – a Quadrangular, da qual eu sou pastor – não tem nenhum interesse que uma pessoa seja eleita vereadora… vereador (sic), e faça oposição, uma oposição barata, faz (sic) xingamento para prefeito, pra esse, aquele.

Nãããoooo! Não temos nenhum interesse.

Eu me lembro muito bem de um prefeito, jovem, que já foi derrubado duas vezes, o tanto que falou mal de nós, o tanto que nos atacou (acentuando). Eeee… o nosso vereador se ligou, se uniu a ele, da outra vez que ele foi eleito.

E ess… esse senhor, está com problema no mundo espiritual. Mas se um dia ele chegar a ser eleito, nele eu não voto. E nunca vou votar.

Mas se ele for eleito… se ele chegasse (palavra prolongada na fala para ser destacada) a ser eleito um dia. Eu oraria por ele todos os dias.

Eu disse, esses tempos, nunca votei no Lula, não votei na Dilma, mas sempre eu orei.
O fato (voz um nível acima), deste que eu estou mencionando daqui desta cidade, que já foi derrubado duas vezes, o fato dele (sic) ser derrubado mais uma vez, dele (sic) morrer, dele (sic) ir preso, não é comigo, isto é com aquele Todo Poderoso, que o poder está nas mãos Dele (fala mansa, brejeira, em todo o trecho, talvez insinuando a possibilidade castigo).

É Ele que domina, viu? Não tenho nada com isto (descompromissando-se de eventual acusação de desejar o mal). O meu dever é orar.”

Tudo normal?

Nãããooo! Sabe aquele ditado que diz: “O peixe morre pela boca”?. Pois é. Em outras palavras, é o mesmo que “ato falho” (uma das filhas dele, que é psicóloga, bem sabe o significado).

E em qual lugar o dito cujo? Exatamente no ponto em que ele, depois de toda a verborragia, descuidadamente diz: “…o nosso vereador se ligou, se uniu a ele…” .
Ora, ora, ora! Quer dizer, então, que a IEQ não se envolve em política, mas na época referida ela tinha um vereador, Durvalino?

Sei, sei. Falemos mais sobre isso, especialmente agora que, aberta e descaradamente, a IEQ tem três edis na Câmara, um membro da cúpula ocupando o cargo de secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e, ao que consta, mais três integrantes no Conselho Tutelar, pois não?

E aquele famoso vídeo que vazou, no qual o seu vereador Marcelo de Oliveira (hoje líder do governo na Câmara), ouve o prefeito Júnior Franco dizendo que nomearia “o pastor”, ou seja, exatamente o tal Beraldi que, diga-se de passagem, nunca ninguém tinha visto mais alto e mais gordo?

Então, meu caro, não acha que está na hora de ajoelhar no milho e pedir perdão pra Deus por mentir tão escandalosamente do jeito que mentiu no trecho que degravamos e mostramos aqui?

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui