Ja Online

Não se esconde o diabo deixando o rabo de fora

Beloto não está sozinho na prática do pecado

Na semana passada fizemos dura (e merecida) crítica ao vereador Felipe Beloto pela indecente ideia de entregar moção de congratulações para um pedófilo. Na sessão passada (ao menos pelo que pudemos ouvir pela Araras FM 107,7) não ouvimos um pedido de desculpas do edil, muito menos um lamento pelas vítimas.

É dizer: não só ratificou sua intenção de homenagear o padre pecador, como também deu as costas para todas as vítimas do execrável crime.

A mão de Deus, por certo, não haverá de lhe ser leve.

Contudo, centrados na publicação do momento (Felipe fez questão de mostrar-se nas redes sociais agraciando o padre, atitude que, nas palavras do jornalista Giulio Ferrari, só se deu por prática oportunista em busca de votos), deixamos de verificar, em nossos arquivos, qual foi o resultado da advertência que fizemos à vereadora Anete, em nossa edição do dia 30 de junho de 2019, exatamente nos seguintes termos:

“BeatAnete
A senhora perdeu a grande oportunidade de desfazer um mal que é quase impossível de apagar: moção para o padre Carlos Rocha. Sim, pois, diante a enxurrada de denúncias feitas contra ele, o mínimo que deveria fazer era dizer que estava substituindo a moção de congratulações por uma de repúdio”.

Depois desta nota, não mais ouvimos falar do assunto, fato que nos fez crer que a vereadora teria tomado juízo e, em respeito às vítimas, cortado o mal pela raiz, ou seja, não ultimado a homenagem.

Ledo engano.

É bem verdade que em pesquisas em sua linha do tempo no Facebook, não encontramos nenhuma foto ou alusão à malfadada moção; entretanto, consultando os arquivos de 2019, encontramos o documento que publicamos aí ao lado, no qual se vê que a vereadora, desprezando a nossa crítica e dando de ombros aos males praticados pelo pecador, certamente o homenageou.

Vejam.

Tal fato a coloca no mesmo degrau de indecência no qual encontra-se o vereador Beloto.

E dentro dos princípios de Justiça e isonomia que nos norteiam, cabe fazer-lhe a pergunta que fizemos ao seu colega:

A senhora, um pouco mais velha que ele, mocionaria um abusador sexual dos seus netos?

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *