Economia
O mercado reduziu, mais uma vez, a projeção de queda do PIB brasileiro em 2020. Agora, os analistas do boletim Focus apresentaram uma queda de 5,95%, frente os 6,10% anteriores. Apesar de expectativa de melhora do mercado, essa coluna mantém a projeção de queda de 10% da economia para esse ano, previsão essa apresentada em março. E só vamos pensar em mudar de ideia quando existir uma vacina para o coronavírus. Sim, pois só uma vacina será a nossa melhor chance, talvez a única, de retorno ao chamado novo normal. E existir efetivamente, com aprovação, produção, distribuição e a vacinação da população. E nem estamos falando de uma vacina com eficácia de 100% e uma cobertura vacinal de 100%. Se chegarmos, em ambos os casos, a um mínimo de 70% já teremos um grande avanço. E como tudo isso só se dará no ano que vem…

ET – Na edição de 18 de julho, a Folha (versão on line) trouxe análise, de autoria de Daniel Duque, que tinha o seguinte título: “Sem controle da epidemia, mercado não se recupera”. E a matéria diz exatamente o que essa coluna disse na edição de domingo passado do Já!, lembrando que nossa coluna foi encerrada no dia 17.

Antes I
Querem mais uma que essa coluna disse antes? Lá no começo da pandemia essa coluna disse que o pior do ser humano (o brasileiro em especial) se revelaria na pandemia, especialmente a falta de empatia e o egoísmo. E é o que temos visto dia a dia e a cada dia mais por aí. E exemplos não faltam como o casal de engenheiros lá no Rio de Janeiro ao serem abordados por um fiscal ou o desembargador do TJ/SP, ao ser abordado por um guarda municipal em Santos. E sobre esse ultimo fato, como bem registrou o ministro do STF Marco Aurélio: “Autoridade na rua é o guarda, não o desembargador”.
Assim, se vocês querem saber as coisas antes, é só ler essa coluna.

Antes II
Mas tem mais coisa que essa coluna disse antes: militar no governo não dá certo. Em qualquer governo, em qualquer área. E vejam só o título do texto de Reinaldo Azevedo, na Folha on line, de 16 de julho último: “Governo militar não funciona, com ou sem eleição”. E ainda tinha o seguinte subtítulo, a linha fina: “Voltem para os quartéis e peçam desculpas aos brasileiros e às tropas”. Mais uma vez, quem lê essa coluna sabe das coisas antes, bem antes.

AntesIII
Na edição passada do Já!, em matéria de capa, foi noticiado o risco que o prefeito Júnior Franco corre com o apoio do pastor Brocanelli, de abuso de poder religioso, tendo em vista uma decisão recente do ministro Edson Fachin, do STF, no exercício de juiz do TSE. Essa coluna debateu o assunto bem antes com uma pessoa, no dia 27/06 (temos como provar), a qual concordou que Júnior está, facilmente, na mira. E pior: ele mesmo que colocou o alvo no próprio peito.

Antes IV
Mais ou menos 60 dias atrás essa coluna indicou aos nossos leitores e leitores que assistissem a extraordinária entrevista concedida pelo médico infectologista do hospital Emílio Ribas Jean Gorinchteyn. E não é que o cara agora é o secretário estadual de saúde, nomeado essa semana pelo governador Dória. Pois, é! Falamos antes de todos que o cara era muito bom.

Coronavírus I
A média diária de mortes por coronavírus está estacionada em alto patamar: mil! E o problema não pode – nem deve ser – analisado apenas sob a ótica nacional, já que no estado de São Paulo houve aumento substancial de casos confirmados e de óbitos. E já é falado por muitos sobre a segunda onda no estado. Tudo dentro daquilo que essa coluna sempre pregou! E mesmo assim continuamos com um ministro interino – e que não é médico – na Saúde.

Coronavírus II
Essa semana foi anunciado que a vizinha Limeira entrará em lockdown. E aí? Querem mais prova do que está acontecendo e do que está por vir?

Coronavírus III
Mas vamos falar do coronavírus em Araras. Pois bem, os casos confirmados continuam em crescimento. Mas o que mais nos chamou a atenção é a situação de leitos, e que mesmo assim tentam dizer que está tudo bem. Vejamos: lá no começo, foram criados os chamados leitos-covid. Depois, naquele fatídico final de semana em que foi divulgado que os leitos na Santa Casa estavam todos ocupados, foi anunciado que novos leitos estavam sendo criados. Só que, essa semana, disseram que mais alguns leitos foram criados, ou seja, que aquelas duas ações anteriores já estavam saturadas. Acordem, a situação é grave.

(ET 1 – E segundo nossas fontes, os leitos criados essa semana já estão ocupados também.
(ET 2 – É urgente que a prefeitura se alinhe – e tem meios e contatos pra isso – com o governo do estado e encaminhe pacientes para o hospital de campanha do Ibirapuera. Essa medida é mais que necessária, obrigatória e urgente, mesmo que por tempo determinado (tempo mínimo? Os famosos quinze dias). A Santa Casa precisa desafogar.

Coronavírus IV
Prometemos na edição passada que apresentaríamos a tal da média móvel semanal dos casos confirmados de coronavírus em Araras nos meses de maio, junho e julho (não finalizado, óbvio). Então, abaixo, a promessa cumprida:
03/05 a 09/05 – 20 casos;
10/05 a 16/05 – 20 casos;
17/05 a 23/05 – 23 casos;
24/05 a 30/05 – 38 casos;
31/05 a 06/06 – 25 casos;
07/06 a 13/06 – 35 casos;
14/06 a 20/06 – 90 casos;
21/06 a 27/06 – 173 casos;
28/06 a 04/07 – 120 casos;
05/07 a 11/07 – 216 casos;
12/07 a 18/07 – 326 casos.

(ET – Podemos dividir os números acima em grupos de 4 semanas o que, em tese, formaria um mês, e a coisa ficaria assim:
Mês 01 – 101 casos;
Mês 02 – 323 casos;
Mês 03 (com apenas 3 semanas, e observem que em apenas uma semana foram registrados mais casos que todo mês anterior) – 662 casos.

Bolsonaro I
A ex-presidente Dilma falava muita, mas muita merda, com seus discursos absurdos e desconexos. E ao que parece o presidente Bolsonaro vai seguir sua antecessora. Quem não lembra da Dilma saudando a mandioca? É, foi hilário, tosco.
E agora Bolsonaro saudou a cloroquina!

Bolsonaro II
Ainda falando na Dilma, é verdade que ela falava muitas asneiras, muitas sandices. Mas até onde sabemos ela nunca conversou com nenhum animal (não, não adianta, petista não entra nessa conta, até porque seria ofender os animais). Mas até nisso o Bolsonaro conseguiu superar a Dilma ao tentar se comunicar com a ema do Palácio da Alvorada, a residência oficial do presidente da república, mostrando-lhe uma caixa de cloroquina. E o pior: nem a ema deu bola pro Bolsonaro. E, fazer o quê, às vezes o mundo animal não se entende mesmo.

Bolsonaro III
Essa semana foi divulgado pela grande imprensa que a imagem de Bolsonaro consta de pinos (embalagens para a venda) de cocaína. Agora ficou certo, né! Temos uma droga de presidente!

Bolsonaro IV
Faz mais de 15 dias que foi anunciado que o presidente Bolsonaro foi contaminado pelo coronavírus e mesmo após esse prazo, conforme exame realizado, ele continua infectado. Uai? Mas e a cloroquina, a azitromicina e a ivermectina não curam? Tenta estricnina, cianureto e arsênico, presidente? Em dose única, bem alta, tudo junto e misturado! Temos certeza que o senhor não terá mais covid-19. E não adianta nos xingar pois, se o senhor disse que os remédios indicados por você, mesmo sem nenhuma comprovação científica, curavam (e está mais do que claro que não curam), porque nós não podemos indicar três outras drogas que garantimos, o senhor não mais terá covid.

Bolsonaro V
Mas o mais estranho de tudo em relação ao contágio do presidente é que sua esposa não se contaminou (pelo menos não há registro disso). Ué? O senhor não tá comendo direito, presidente? Não tá dando ferro pra ela?

Eleição
Não temos dúvida de que a próxima eleição marcará uma onda de candidatos populistas no Brasil. E os eleitores precisam estar atentos a isso. Será prometido o mundo, mas não será entregue sequer um metro quadrado. Abram os olhos, não se enganem, não se deixem enganar, não deixem que te enganem!

Mentira
Tem gente por aí dizendo que o ex-prefeito Brambilla pode ser (no sentido de não ter contra si nenhum impedimento) candidato a prefeito na próxima eleição. Garantimos: hoje, nesse momento, isso é mentira. E quem está falando isso por aí ou está se enganando ou está sendo enganado ou está tentando enganar alguém (ou todas essas coisas juntas). Só nos resta saber se faz isso por pura ignorância ou má-fé.

História I
A história e os fatos são implacáveis. Os vereadores Felipe Belotto e Jackson de Jesus criticam o prefeito Júnior Franco dizendo que sua administração não tem planejamento. Mas eles participaram de um governo petista (só isso já os deixa sem argumentos) que deixou faltar água na cidade, coisa que nunca havia ocorrido na cidade (é, essa pecha vocês vão carregar pelo resto da vida). Mas essa história de faltar água tem duas outras que precisam ser lembradas. A primeira é que graças a usina São João a situação não foi ainda pior, já que houve captação de água de lá, fato que simplesmente beira o ridículo e o absurdo dos atos tomados pela administração que ambos cantam em verso e prosa por aí. Mas tem outra história nessa história: à época, aquela administração divulgou (olhem o absurdo da ideia) que iriam captar água do ribeirão (nas proximidades do lago municipal), para o abastecimento da cidade. A ideia era tão ridícula que nunca se deu, obviamente. E essa coluna cobrou aquela administração semanalmente. Governo petista só é bom para uma coisa: vender vento (talvez por isso que Dilma que estocar).

História II
Tem outra coisa na história que precisa ser lembrada e que está nos registros do Já! A administração Brambilla/Jacovetti anunciou uma obra (e a obra foi realizada) dizendo que o problema de alagamento de água na avenida Padre Alarico (ali entre o restaurante paladar e a galeria, que alguns chamam de shopping) seria resolvido. Essa coluna afirmou que o problema não seria resolvido com aquela obra por uma questão bem simples. E foi o que se deu: após o fim da obra, na primeira chuva, o local alagou. Parabéns aos envolvidos. Está tudo registradinho nas nossas páginas.

(ET – Aliás, falando nisso, cadê o shopping prometido para a cidade?)
(ET – A verdade é uma só: a administração petista foi um faz-me rir sem fim)

Marcelo Fachini I
O radialista Marcelo Fachini não se emenda mesmo. Mesmo já tendo sido condenado por improbidade administrativa (sim, isso mesmo, perante a Justiça ele é ímprobo), e por consequência não ter moral alguma para falar de ninguém, continua dizendo suas mentiras por aí.

Marcelo Fachini II
Por exemplo, na última sexta-feira rodou a baiana, desceu do salto, soltou a franga em seu programa de rádio. O problema que, como diz o ditado, o peixe morre pela boca, e todas as suas mentiras são facilmente contestadas. Isso sem falar que ele coloca um monte de gente em situação bem difícil. Não vamos esquecer que, por exemplo, por causa dessa sua braveza toda, condenou um monte de gente, incluindo sua esposa, na história da Guarda Municipal que fazia segurança particular pra ele. E anteontem não foi diferente, já que deixou não só o próprio rabo como o de muita gente, exposto.

Marcelo Fachini III
Sobre as suas condenações, malandramente, Marcelo disse que o juiz que julgou o caso não entendeu bem suas alegações, seus argumentos. Ah, é? Então tá! Mas vamos relembrar. O senhor foi denunciado ao Ministério Público, que não só apenas recebeu a denúncia e, concordando com a mesma, processou-o. Daí, o juiz de primeira instância, condenou o senhor. Daí, o senhor recorreu ao tribunal de São Paulo, onde diversos (sim, diversos, pois agora é um colegiado) outros juízes (que lá têm o nome de desembargadores), confirmaram a sentença do juiz de Araras. Não contente, o senhor recorreu para Brasília onde diversos outros juízes (sim, mais um colegiado, que agora têm o nome de ministros) confirmaram a sentença de Araras. Então quer dizer que o promotor, o juiz, os desembargadores e os ministros, nenhum, nenhunzinho, teve a capacidade intelectual de compreender a sua extrema inteligência? Ah, e o senhor não recorreu ao papa? Nem ao Dunha?

Marcelo Fachini IV
Mas não foi só isso de interessante que Marcelo disse. Por exemplo, disse que sua filha, que é médica, é a manda-chuva lá na UPA da Zona Leste.

Ah é, Marcelo?
Que legal, né! E qual o cargo exercido por ela para ser a chefe lá? Depois de responder, o resto o senhor deixa com a gente. Pois pode ter nepotismo nessa história, não é?
Ou o senhor apenas mentiu (o que é bem típico do senhor) apenas para enaltecer a filha?

Marcelo Fachini V
Mas tem mais. Marcelo disse que ligou para o secretário de Meio Ambiente (Carlos Cerri) pedindo uma coisa. Uai, mas todo e qualquer cidadão precisa se dirigir ao Ganha-Tempo para fazer qualquer pedido. Por qual motivo o senhor é o bonitão?

Não se esqueça que…
…por causa dessa sua carteirada (que o senhor insiste que não dá) que deu o que deu na história da Guarda Municipal. E agora você acaba de arrastar o secretário de Meio Ambiente para o olho do furacão.

Sim, pois…
…se ele atender (ou atendeu) ao seu pedido, será denunciado ao Ministério Público por prática de ato contrário ao artigo 37, da Constituição, que diz da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

Marcelo Fachini VI
Falando em carteirada, Marcelo diz, por exemplo, que se qualquer cidadão errar dá um BO, mas se um dos filhos dele errar, dará dois BOs.

Mas a história…
…diz ao contrário, né? Pois nenhum cidadão “normal” tem segurança particular prestada pela Guarda Municipal na porta da sua casa. Mas o senhor, com a sua carteirada, teve.
Ou algum cidadão “normal” tem o contato de um secretário municipal para resolver os seus problemas por telefone? Não, qualquer cidadão normal vai lá no Ganha-Tempo, espera na fila, é atendido e o processo tramita regularmente. E qual o nome disso que o senhor tentou fazer? Na nossa terra é carteirada!

Marcelo Fachini VII
Outra coisa, Marcelo: alguém precisa explicar o gasto de 40 mil reais causado lá na Santa Casa em dezembro do ano passado pela Secretaria de Inclusão Social.

O senhor fala…
…tanto em competência, mas o que mais faltou no caso foi competência. E pelo que nos contaram, até mesmo a Procuradoria do Município teve que intervir e falar que a história estava errada e que era problema da Secretaria de Inclusão Social e não da Santa Casa. E aí, isso fica por isso mesmo?

Marcelo Fachini VIII
Outra coisa, caro Marcelo: o senhor disse que ligou para onde mesmo para resolver um problema aí na sua rádio?

Então, liga lá, no…
…mesmo lugar, para resolver o outro problema. O nome disso é competência. O senhor pode tentar dar a carteirada onde quiser, mas tem um lugar que não abaixa a cabeça pro senhor e recusa suas carteiradas. E é por isso que o senhor fica enfezadinho!

Na verdade…
…o que o senhor quer é empurrar um elefante goela abaixo do prefeito Júnior Franco, tal qual fez com o ex-prefeito Meneghetti que até hoje está pagando caro por isso.

Só que o…
…Júnior não vai botar a mão nessa cumbuca, vez que certamente sairá a la Fábio Júnior, ou seja, “nem por você, nem por ninguém, eu me desfaço dos meus planos”.

 

NR: Os escritos dessa página contempla o pensamento do seu subscritor, sendo os escritos de sua responsabilidade, civil e criminal, perante a quem possa sentir-se ofendido.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui